Artigo

Gamificação: 4 exemplos para usar como estratégia de engajamento

Gamificação: 4 exemplos para usar como estratégia de engajamento

gamificação:-4-exemplos-para-usar-como-estratégia-de-engajamento

O ser humano é movido por desafios e recompensas. Se algo é muito simples de ser realizado, não desperta interesse, e sem recompensa, não há razão. Esse é o principal motivo pelo qual o videogame é tão popular entre pessoas de qualquer idade.

Atualmente, o mercado conseguiu resolver os problemas simples do mercado, e com a automatização da indústria, o ser humano procura identificação no que faz, e disso nasce uma era de consumidores em busca de experiência.

Unindo esses dois conceitos, criou-se o princípio da gamificação, no qual o consumidor é desafiado e recebe recompensas ao longo da jornada de compra ou de relacionamento com a marca.

Assim, um guia com 4 exemplos para usar como estratégia de engajamento. Confira!

 

1. Nike+ (Run Club)

 

A Nike é uma das pioneiras em gamificação, tanto é que já está investindo pesado na nova tendência de metaverso.

O Nike +, atualmente conhecido como Run Club, foi criado por volta de 2006 com uma proposta mais ligada a hábitos saudáveis. Trata-se de um equipamento colocado na sola dos sapatos da marca, que registra a corrida e traça um mapa na tela do celular do usuário.

Porém, foi um sucesso pela funcionalidade de registrar a corrida e gerar publicações em redes sociais, nas quais os clientes podem competir com os seus amigos e conhecidos, gerando uma experiência social única.

 

2. Duolingo

 

Praticamente todas as pessoas já ouviram falar no Duolingo. O aplicativo, em 2013, atingiu a marca de 300 milhões de usuários ativos, se tornando a maior plataforma de educação no mundo, de modo que em 2021 protocolou pedido de listagem de ações na bolsa de tecnologia americana.

É um case de sucesso, não apenas pelo mascote, mas pela experiência social entregue através de rankings de usuários mais comprometidos com o aprendizado, e a estratégia de entregar prêmios e condecorações conforme os níveis avançam.

 

3. Starbucks e o programa de fidelidade

 

O conceito de programa de fidelidade já é bem difundido no mercado, porém, poucas pessoas percebem que é uma das estratégias de gamificação com maiores possibilidades de retorno.

A empresa criou um clube chamado My Starbucks Rewards, no qual os clientes acumulam pontos a cada compra, e após acumular uma determinada quantia, podem trocar por produtos.

 

4. Waze - Aplicativo de geolocalização

 

Waze é um case de sucesso tão grande, que nos EUA já se tornou caso judicial. A cidade de Leônia, Nova Jersey planeja instituir multa caso os condutores utilizem aplicativos para fugir de blitz de trânsito.

A plataforma é um sucesso entre os motoristas não por essa razão, mas pelo fato de que a experiência é inteiramente gerada pelo usuário. O Waze é um GPS, mas que pode ter vozes personalizadas, e as ruas são monitoradas em tempo real pelos outros passageiros, informando sobre congestionamento, acidentes e condições da estrada.

Tudo isso, é claro, em troca de recompensas, que no final das contas melhoram o próprio aplicativo.

gamificação é uma estratégia de engajamento altamente eficaz, principalmente em um mercado que busca experiências completas, e não apenas produtos.

Gostou deste conteúdo? Baixe gratuitamente as outras edições da revista para mais material exclusivo!

Seja avisado quando a nova edição for lançada

Foto Autor

Marcelo Ramos

Web Developer

É especialista em Tecnologias da Informação Aplicadas à Educação pela UFRJ  e Mestre em Informática com foco em Inteligência Artificial e neurociência computacional pela UFRJ.

É o criador e idealizador da revista Brasileira de computação gráfica MaxRender e um grande entusiasta do software Blender 3d.