Artigo

6 jogos que são referência em computação gráfica

6 jogos que são referência em computação gráfica

O mercado de jogos no Brasil tem se desenvolvido consideravelmente nos últimos anos. Embora ainda não possa fazer competição direta com os maiores mercados no mundo, algumas produções brasileiras têm ganhado destaque lá fora.

Quando o assunto é computação gráfica, existem seis jogos brasileiros que são referência na área, e que todo produtor e animador do Brasil deve conhecer.

Conheça estes jogos brasileiros que se destacaram pela qualidade de sua computação gráfica, recebendo elogios e boas críticas tanto dentro quanto fora do país!

 

1 - Until Dead                                                              

6-jogos-que-são-referência-em-computação-gráfica

Este jogo para Android e iOS se passa em um mundo pós-apocalíptico dominado por mortos-vivos. O gênero da produção é estratégia, sendo inovador pelo emprego da mecânica por turnos, utilizado em jogos como X-COM.

Until Dead foi desenvolvido por um estúdio localizado em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul: o Monomyto. Em 2017, o jogo recebeu a premiação de melhor jogo da categoria móvel, no Prêmio Indie de Seattle, dos Estados Unidos.

 

2 - Lila’s Tale                                                                 

6-jogos-que-são-referência-em-computação-gráfica

Lila’s Tale foi desenvolvido por Skullfish Studios, com base em São Paulo, e tem como foco a realidade virtual. A plataforma é o Gear VR, e o seu gênero trabalha elementos de aventura e puzzles.

O jogo foi premiado em 2017 por sua arte, no Prêmio Indie de Singapura, em 2017.

 

3 - Distortions                                                          

6-jogos-que-são-referência-em-computação-gráfica

Distortions é um projeto de fôlego que, a uma primeira vista, até parece produção de um grande estúdio de jogos. No entanto, esta obra-prima do gênero aventura foi produzida pelo estúdio Among Giants, de São Paulo. Seu enredo trata de temas cotidianos como traumas e relacionamentos, mas com uma perspectiva surreal.

Este jogo recebeu diversas premiações no Brasil e no mundo, incluindo melhor jogo pelo voto popular no BIG Festival, em 2017, e melhor ideia autêntica no festival espanhol AzPlay.

 

4 - ARIDA: Backland’s Awakening

6-jogos-que-são-referência-em-computação-gráfica

Situado no sertão do Nordeste brasileiro, este jogo tem como narrativa as memórias em torno das dificuldades encontradas pelos habitantes da região. Seu gameplay se dá em terceira pessoa, no gênero aventura.

A plataforma do jogo é o PC, e foi desenvolvido pelo estúdio baiano Aoca Game Lab.

 

5 - Fobia: St. Dinfna Hotel

6-jogos-que-são-referência-em-computação-gráfica

Para os amantes do gênero terror, Fobia: St. Dinfna Hotel é um jogo que impressiona não só pela sua mecânica, mas também pela arte de sua computação gráfica. O jogo em primeira pessoa envolve explorar o ambiente ao seu redor, resolver puzzles e, em última instância, sobreviver.

O desenvolvimento do game se deu pelo Pulsatrix Studios, situado na capital paulista. Em termos de computação gráfica, este jogo é uma das referências nacionais incontornáveis, estando disponível para as mais diversas plataformas, incluindo PC e consoles.

 

6 - Starlit Adventures

6-jogos-que-são-referência-em-computação-gráfica

Starlit Adventures foi inicialmente lançado para se jogar no smartphone, no ano de 2015. No entanto, o sucesso foi tão grande que, em 2018, o jogo foi adaptado para funcionar no PS4.

O gênero do game é de plataforma, trazendo uma proposta de computação gráfica repleta de cores e puzzles para resolução do player. A produção inicial se deu pelo estúdio gaúcho Rockhead Games, e a adaptação para PS4 ocorreu com a parceira do estúdio Webcore, de São Paulo.

Seja avisado quando a nova edição for lançada

Foto Autor

Marcelo Ramos

Web Developer

É especialista em Tecnologias da Informação Aplicadas à Educação pela UFRJ  e Mestre em Informática com foco em Inteligência Artificial e neurociência computacional pela UFRJ.

É o criador e idealizador da revista Brasileira de computação gráfica MaxRender e um grande entusiasta do software Blender 3d.