Artigo

Artigos

Artigos

Brazilian Computer Graphics Magazine 2017

Por que os games influenciam positivamente na vida dos jovens?

18-12-2020
Curso Fan Art Curso Fan Art

Advertisement

por-que-os-games-influenciam-positivamente-na-vida-dos-jovens



Ultimamente, muito se tem observado sobre o impacto dos jogos na sociedade, seja por um viés baseado na antropologia, na psicologia, na mídia ou até mesmo no senso comum. Enquanto alguns mais resistentes levantam a bandeira de que os games poderiam influenciar os jovens a comportamentos negativos e à violência, há estudos que vão na contramão desse conceito pré-estabelecido, comprovando que o ato de jogar pode acarretar uma série de benefícios para quem o pratica, além de trazer bem-estar e prazer.

Se você é um gamer e se cansou de ouvir que está sedentário, que não socializa o suficiente ou que isso irá lhe fazer mal, está na hora de conhecer todas as influências positivas que os jogos podem trazer para a sua vida. Descubra cada benefício:


Para a mente:

Os games são fundamentais para melhorar as relações interpessoais, fazendo com que o usuário conheça novas pessoas, compartilhe momentos divertidos com amigos e família, se reúna com colegas para jogar e, quem sabe, até encontre o amor. Há histórias de casais que se conheceram jogando, de usuários que fizeram amigos em outros estados e até de grupos que vão às convenções para se encontrar. Solidão não é palavra de ordem por aqui.

Além disso, os jogos também são importantes para quem enfrenta problemas psicológicos, como ansiedade e depressão. Inclusive, já foi realizado, na Universidade de Auckland, um estudo sobre um game que ajuda adolescentes a lidarem com essas questões e os resultados foram bem promissores.

E não é só isso. Para os que tendem a oscilar ou têm dificuldades de fazer escolhas, foi comprovado por uma pesquisa da Universidade de Rochester que os jogos auxiliam na tomada de decisões, podendo, até mesmo, ajudar o gamer a processar as informações de forma mais rápida do que aqueles que não estão nesse universo.


Para o corpo:

Outro mito que envolve os jogos está no sedentarismo. Atualmente, com o advento do Wii, do Kinect e do PSMOVE, essa rotulação tem ido por água a baixo. Tudo isso por causa de um novo segmento chamado exergaming, que mistura exercícios ou tarefas motoras com a diversão dos jogos. Exemplos disso são o UFC Trainer, o Just Dance e o Guitar Hero.

Ademais dessa influência positiva também está o fato dos jogos melhorarem a visão. Ainda de acordo com a Universidade de Rochester, as pessoas que jogam games de ação têm uma visão 58% melhor, em comparação com os que não têm esse hábito. Tudo isso porque esse segmento auxilia na facilidade para enxergar objetos à distância e aumenta a capacidade visual.


Para a educação e carreira:

Jogar também transforma o jovem em alguém mais culto e inteligente. Ao se inserir no mundo dos games, o usuário entra em contato com a cultura de outros países, idiomas diferentes e até acontecimentos históricos. Além disso, quem joga tem suas habilidades cognitivas estimuladas, garantindo melhor leitura, interpretação e organização, características que podem ser úteis para o rendimento escolar.

Já pensando no futuro, muitos desses adolescentes podem despertar o interesse por profissões relacionadas ao meio digital. Assim, um gamer do presente pode se tornar um programador, um designer de jogos ou, quem diria, um jogador profissional. As possibilidades são infinitas!

Se você faz parte dessa família de jogadores, não deixe de compartilhar essa matéria com aqueles que ama. Quem sabe essa é a hora de mudar conceitos, não é mesmo? Aproveite e leia outros artigos em nosso site e baixe nossas edições da revista. Esperamos por você!