Artigo

Artigos

Artigos

Brazilian Computer Graphics Magazine 2017

Evolução da computação gráfica no Brasil

27-10-2021

A computação gráfica existe, praticamente, em todos os campos, desde os mais simples games ao design dos mais avançados equipamentos para viagens internacionais e até mesmo espaciais. Também está presente na publicidade, principalmente nas ilustrações de desenhos e objetos, na reprodução de imagens de órgãos internos do corpo humano no âmbito da medicina, entre outros campos.

Em síntese, a computação gráfica é um campo de conhecimento que dialoga com as diversas fases da história do país. Você conhece a evolução da computação gráfica do Brasil? Neste conteúdo, apresentamos as principais fases dessa evolução, que dialogam diretamente com a história do computador. Veja!

Década de 1950

Na década de 1950, os computadores eram muito raros no Brasil e caros. Praticamente, só as pessoas mais ricas é que podiam comprar um computador. Mas, foi com o surgimento do computador que surgiu a computação gráfica. No entanto, a capacidade gráfica daquela época se resumia a apresentar pequenos pontos, símbolos ou números em um tubo catódico. Assim, ainda não se podia visualizar desenhos ou gráficos, como hoje podemos.

Mesmo assim, a capacidade gráfica da época se colocou como um importante avanço tecnológico, pois, antes disso, o computador apresentava seus resultados apenas em papel.

Em tempo, o primeiro computador a possuir recursos gráficos de visualização de dados foi o Whirlwind, também conhecido como furacão. Essa tecnologia foi desenvolvida pelo MIT.

Década de 1960

Na década de 1960, a computação gráfica dá um importante salto, não apenas em território brasileiro, mas internacionalmente. Afinal, o que acontecia lá fora também influenciava a história do país. Em 1961, o MIT criou o primeiro jogo de computador, chamado de Spacewars, para o computador DEC PDP-1.

Ainda assim, é importante destacar que a implementação de desenhos como computação gráfica somente teve início em 1963, quando Ivan E. Sutherland apresentou uma ideia revolucionária na época para um display de computador. Desse ponto em diante, os computadores passaram a contar com recursos gráficos, possibilitando a criação da chamada computação gráfica.

Década de 1970

A década de 1970 foi marcada pelo desenvolvimento de diversas técnicas que são utilizadas até hoje na computação gráfica, como, por exemplo, os métodos de sombreamento. Outros fatos importantes que marcaram a década de 1970 foram: o reconhecimento da computação gráfica como área específica da ciência da computação e o surgimento de congressos científicos voltados para debater a computação gráfica.

De 1980 até os dias atuais

A década de 1980 é a década do computador pessoal. Aqui, o computador deixa de ser um projeto voltado para modernizar determinadas organizações e passa a ter um cunho mais social, sendo voltado, ainda que timidamente, para a população. Desse modo, as pessoas puderam ter acesso a um dispositivo com vários recursos gráficos.

Com relação à década de 1990, é nela que a computação gráfica assume uma maturidade maior, principalmente se considerarmos a realização de filmes da época que utilizaram a computação gráfica como elemento basilar. O resultado disso foi a perfeição de fotografias incríveis, que marcaram toda uma geração.

De lá para cá (1980 até os dias atuais), a computação gráfica se popularizou, ganhando importância em diversos campos profissionais. Hoje, na era digital, é basicamente impossível não pensar em um produto que não tenha tido o aporte da computação gráfica.

Gostou deste conteúdo?

Sabia que você pode baixar as edições anteriores da nossa revista? CLIQUE AQUI E PEGUE SUA EDIÇÃO. Aproveite!

Seja avisado quando a nova edição for lançada